Diferença entre Perca e Perda

As palavras “perca” e “perda” são parónimas, ou seja, a grafia e pronúncia são semelhantes. Por este motivo, há muita confusão quando empregadas.

Para não confundir as duas palavras em questão, devemos nos atentar ao significado de ambas:

Perca – é uma forma verbal, ou seja, flexão do verbo “perder”. Aparece na primeira e terceira pessoas do singular do presente do subjuntivo e na 3ª pessoa do singular do imperativo.

  1. a) Não perca essa oportunidade de jeito nenhum! (3ª pessoa do singular do imperativo)
  2. b) Você não quer que eu perca essa oportunidade, não é mesmo? (1ª pessoa do singular do presente do subjuntivo)
  3. c) Não quero que ele perca essa oportunidade! (3ª pessoa do singular do presente do subjuntivo)

Perda – é um substantivo que significa se privar (desapossar, excluir) de alguém ou de algo que se tinha.

  1. a) Esse ano houve perda de qualidade em relação ao ano passado.
  2. b) Joana está triste, pois a perda da tia a abalou muito.

É muito comum as construções “Não quero que ela perda a sua vaga” ou “Assistir a esse programa é perca de tempo”.

Estas orações estão incorrectas. Na primeira oração seria “perca”, pois a segunda oração deste período (que ela perda sua vaga) está no presente do subjuntivo e exige um verbo. O certo seria: Não quero que ela perca a sua vaga.

Na segunda oração, o sentido é de privação, pois alguém está a perder o tempo que tinha ao ver o programa.

Logo, essas orações usuais, apresentadas acima estão incorrectas. No entanto, o seu uso na língua é justificável, já que são muito parecidas, mas continuam erradas.

Fonte: Sapo

Comentários

Deixar uma resposta